O potencial poluidor da carcinocultura sobre o meio ambiente aquático e suas alternativas de tratamento de efluentes

Autor: Ana Carolina Cotta de Mello Canary (Currículo Lattes)
Orientador: Dr Wilson Francisco Britto Wasielesky Junior
Co-orientador: Dr Luis Henrique da Silva Poersch

Resumo

O Brasil é um dos principais produtores de camarão da América Latina. O aumento desta atividade tem gerado preocupações a respeito de seus possíveis impactos ambientais ocasionados pelo lançamento de efluentes dos cultivos sobre o ambiente aquático. Em vista disto, este trabalho objetivou analisar o impacto ambiental de uma fazenda de camarão Litopenaeus vannamei e posteriormente avaliar o desempenho de diferentes métodos de tratamento na remoção de nutrientes e sólidos suspensos totais contidos em efluentes de cultivo de camarão branco. No capítulo I foi realizada uma análise do impacto do aporte de efluentes de cultivos no estuário da Lagoa dos Patos – Brasil, utilizando para isso a comunidade de macroinvertebrados bentônicos como indicadora. Este estudo foi em uma fazenda semi-intensiva de cultivo de camarão, onde se observou como parâmetros de qualidade de água o pH, oxigênio dissolvido, consumo de oxigênio e sólidos suspensos totais, sendo os locais de amostragem uma região controle, a saída do canal de drenagem da fazenda e a bacia de sedimentação. Já as coletas de sedimento para a análise qualiquantitativa da comunidade bentônica foram na saída do canal de drenagem da fazenda e no controle. Os resultados encontrados mostram que a bacia de sedimentação neste cultivo de camarão foi relativamente eficiente. Havendo reduções no pH e na concentração de oxigênio e aumento o consumo de oxigênio na saída do canal de drenagem da fazenda. Além disso, foi observada uma alteração da estrutura da comunidade macrofaunal no ambiente adjacente ao cultivo. Como foi observada uma alteração no ambiente adjacente ao cultivo de camarão o Capítulo II teve como objetivo avaliar a possível remoção de nutrientes e sólidos suspensos usando para isto, diferentes biorremdiadores. Este estudo foi realizado dentro de uma estufa aquícola, onde foram montados quatro tratamentos: bacia de sedimentação, substrato artificial, wetland e hidropônico. Diariamente cada tratamento teve seu volume renovado em 10%, recebendo água proveniente de um cultivo de camarão superintensivo. Os parâmetros analisados a cada dois dias foi pH, salinidade, oxigênio dissolvido e temperatura, e, semanalmente, foram analisados amônia, nitrito, fosfato e sólidos suspensos do tanque de cultivo e dos tratamentos. Os resultados indicam que a bacia de sedimentação e a wetland proporcionam uma melhora significativa na qualidade da água a ser lançada no ambiente.

TEXTO COMPLETO