Desempenho do camarão-branco (Litopenaeus vannamei) cultivado em meio de diatomáceas ou flocos microbianos com mínima troca de água

Autor: Leandro Cesar de Godoy (Currículo Lattes)
Orientador: Dra Clarisse Odebrecht
Co-orientador: Dr Wilson Francisco Britto Wasielesky Junior

Resumo

O presente estudo teve como objetivo determinar a eficiência de meios contendo diatomáceas ou flocos microbianos e a mistura de ambos, na sobrevivência, crescimento e conversão alimentar de juvenis de camarão-branco (Litopenaeus vannamei) em cultivo super-intensivo com mínima troca de água. Durante 30 dias, os camarões com peso médio inicial de 0,31 ± 0,10 g foram cultivados em 12 tanques de 80 L (denominados microcosmos) na densidade de 300 camarões/m2 em 3 tratamentos com 4 repetições. No tratamento em meio às diatomáceas (MD) a água era proveniente de uma matriz inoculada com as espécies Thalassiosira weissflogii e Chaetoceros muelleri. No tratamento em meio aos flocos microbianos (MF) a matriz recebia diariamente uma fertilização orgânica mantendo a relação C/N no meio de aproximadamente 17:1. O tratamento mistura (MM) constituiu-se de uma matriz que recebia a água de MF e MD em igual proporção (1:1). Foi utilizado um sistema de recirculação de forma que a água das matrizes era bombeada através de bombas submersas para os respectivos microcosmos, e retornava por gravidade. Foram monitorados os parâmetros de qualidade de água e amostras coletadas a cada 3 dias, foram utilizadas para quantificar e caracterizar a comunidade microbiana presente nos tratamentos. Os parâmetros físico-químicos da água estiveram dentro da faixa recomendada para o bom desempenho da espécie. Os camarões cultivados no MD apresentaram peso final significativamente superior (P<0,05) comparados aos demais meios. A taxa de conversão alimentar foi menor no MD (0,47), não diferindo significativamente de MM e MF (0,76 e 0,80 respectivamente). A sobrevivência foi alta (90 - 97%) e não apresentou diferença significativa (P>0,05) entre os tratamentos. Uma variedade de protozoários, alguns metazoários, microalgas e cianobactérias foram observadas, refletindo a diversidade de níveis tróficos presentes na água de cultivo dos três tratamentos. As cianobactérias filamentosas e principalmente as colônias de cianobactérias cocóides parecem ter grande importância na formação dos flocos microbianos. Os resultados indicam que o alimento natural teve grande importância para o desempenho dos camarões em todos os tratamentos e que as diatomáceas serviram como fonte de nutrientes essenciais que contribuíram significativamente para o melhor desempenho dos camarões no tratamento MD.

 

TEXTO COMPLETO