Ontogenia, morfometría y análisis ultraestructural del órgano linfoide del camarón blanco del Pacífico Litopenaeus vannamei (Boone, 1931)

Autor: Andrea Idelette Hernández López (Currículo Lattes)
Tutor: Drª Virgínia Pedrosa
Co-tutor: Dr Wilson Francisco Britto Wasielesky Junior

Resumen

Um dos entraves que apresenta a carcinicultura é a ocorrência de enfermidades, as quais provocam altas perdas econômicas podendo atingir toda a população do cultivo. Nos crustáceos, por não apresentarem uma memória imunológica, a prevenção de doenças torna-se mais difícil, pois dispõem de um sistema imunológico inato, eliminando patógenos de maneira inespecífica. São vários sistemas envolvidos no sistema inespecífico de peneídeos, podendo ser fatores humorais, celulares, físicos e químicos. O órgão linfóide, é considerado um órgão com participação nos processos imunológicos. Atualmente se acredita que o órgão linfóide seja local de maturação dos hemócitos, e que pode estar envolvido diretamente na ativação imunológica de camarões. Dessa forma, objetiva-se, com este trabalho, a ontogenia, quantificação morfométrica e ultraestrutural do órgão linfóide, no camarão branco do Pacífico Litopenaeus vannamei. Os resultados indicaram o surgimento do órgão em pós larva 6, encontrando-se capacidade fagocítica no final do período de larvicultura. Dados também indicam as afetações do órgão linfóide cultivado em sistemas de água clara e Bioflocos, encontrando-se mais desenvolvidos nos sistemas BFT. Com o presente trabalho podemos afirmar a participação do órgão linfóide no sistema imunológico do camarão L. vanammei, especialmente no processo de fagocitose.

TEXTO COMPLETO