Efectos de la toxicidad aguda y los niveles de nitrito subletales sobre los parámetros de estrés oxidativo e histopatológico en juveniles de Paralichthys orbignyanus

Autor: Diego Henrique de Sousa Miranda (Currículo Lattes)
Tutor: Dr Marcelo Hideo Okamoto

Resumen

O objetivo do presente trabalho foi verificar a toxicidade aguda e os efeitos subletais do nitrito nos parâmetros de estresse oxidativo e histopatológicos em juvenis do linguado Paralichthys orbignyanus (0,39 ± 0,13g e 3,15 ± 0,41cm). Os peixes (sete por unidade experimental) foram expostos em sete concentrações de nitrito (Controle – sem adição de nitrito; 20, 40, 80, 160, 320 e 640mg NO2-N/L) em triplicata por um período de 96h. Os tanques foram monitorados a cada 24h para verificação de possível mortalidade e estimativa da CL50. Ao final do período experimental foram coletados peixes (exceto na concentração mais alta, onde houve mortalidade total) para as análises de estresse oxidativo e de histopatologia. Foram observadas mortalidades apenas nas concentrações a partir de 320mg NO2-N/L e os valores de CL variaram entre 427,8 a 393,1mg NO2-N/L para 24 e 96h, respectivamente. A ACAP apresentou redução gradativa nos peixes expostos em níveis de nitrito a partir de 160mg NO2-N/L. A atividade da GST foi significativamente maior nos tratamentos de 80, 160 e 320mg NO2-N/L. Na concentração de 320mg NO2-N/L os níveis de TBARS foram maiores em relação ao Grupo Controle. Os níveis de NPSH foram maiores nos tratamentos de 160 e 320mg NO2-N/L em comparação com o Controle, 20 e 40mg NO2-N/L, assim como os níveis de PSH, que também foram maiores nos peixes expostos às concentrações de 160 e 320mg NO2-N/L. Sendo assim, uma condição pró-oxidante foi induzida nos juvenis quando expostos em concentrações a partir de 80mg NO2-N/L, a qual foi evidenciada por alterações no sistema antioxidante e aumento nos níveis de dano oxidativo. A exposição até 320mg NO2-N/L por 96h não induziu nenhuma alteração histopatológica nas brânquias e fígado dos animais. Os presentes resultados demonstram que o linguado é uma espécie que apresenta elevada tolerância ao nitrito, porém recomenda-se que as concentrações deste composto no ambiente de criação não excedam 40mg NO2-N/L.

TEXTO COMPLETO