Técnicas de manejo do cultivo do Camarão Branco Litopenaeus vannamei (Boone) em sistema de biofloco

Autor: Charles Nunes Fróes (Currículo Lattes)
Orientador: Dr Wilson Francisco Britto Wasielesky Junior
Co-orientador: Dr Luis Henrique da Silva Poersch

Resumo

A rápida expansão da carcinocultura nas últimas décadas gerou muitos problemas ambientais como a destruição de ecossistemas circundantes, descarga de efluentes, invasão de espécies exóticas e disseminação de patógenos. Diante desse contexto o sistema de cultivo em bioflocos sem renovação de água (BFT – Biofloc Technology) surgiu como uma importante alternativa, pois as bactérias heterotróficas presentes nos bioflocos assimilam os compostos nitrogenados dissolvidos na água de cultivo, possibilitando que a mesma seja reutilizada em diversos ciclos, tornando o sistema ambientalmente amigável. Esta tese investigou técnicas de manejo que possibilitem a intensificação do cultivo de Litopenaeus vannamei em sistemas de bioflocos sem renovação de água. Os resultados demonstraram que o aumento da densidade de estocagem afetou o crescimento e a sobrevivência em todas as fases de engorda do L. vannamei cultivado em sistemas de bioflocos. Pós-larvas do L. vannamei produzidas em altas densidades, apresentaram crescimento compensatório pleno quando re-estocados em densidades adequadas. A fertilização com uma fonte rica em carbono orgânico (melaço de cana) mostrou-se eficiente para um melhor desempenho zootécnico quando comparado ao sistema autotrófico. O uso de despesca parcial pode ser uma importante ferramenta de manejo para a utilização máxima da capacidade suporte dos viveiros, mantendo ao longo do cultivo a maior biomassa de camarões que o sistema BFT suporta. Os resultados obtidos na presente tese podem colaborar nos processos de intensificação para a produção de L. vannamei.

TEXTO COMPLETO