Estudos genético-fisiológicos da osmoregulação no linguado Paralichthys orbignyanus

Autor: Karina Maria Meier (Currículo Lattes)
Orientador: Dr Luis Fernando Fernandes Marins
Co-orientador: Dr Luís André Nassr de Sampaio

Resumo

O objetivo do presente trabalho foi quantificar a atividade da enzima Na+, K+- ATPase branquial e a concentração dos íons Na+, K+ e Cl- no plasma; identificar possíveis alterações histológicas nas brânquias, rins e esôfago e verificar a ação do hormônio do crescimento (GH) após transferência do linguado Paralichthys orbignyanus para água salgada. O isolamento, sequenciamento e expressão do cDNA do GH e parte da seqüência do cDNA do receptor do hormônio (GHR) foram realizados através da Transcrição Reversa – Reação em Cadeia da Polimerase (RT-PCR). Foi identificado a presença do cDNA do GHR nas brânquias, e o GH apresentou uma maior expressão nos exemplares aclimatados para salinidade 30. Não houve diferença histológica entre os indivíduos aclimatados as diferentes salinidades, nem na atividade da Na+, K+-ATPase. Os íons K+ e Na+ analisados apresentaram um aumento significativo 6 horas após o choque salino, e o Cl- após 3 horas. Estes resultados parecem indicar que o GH possui um papel importante na osmoregulação de P. orbignyanus e possivelmente a origem marinha do linguado explique sua grande tolerância às variações de salinidade acima do seu ponto isosmótico, por possuir mecanismos bem desenvolvidos capazes de osmoregular sem grandes alterações morfológicas e enzimáticas.

https://argo.furg.br/?BDTD79

TEXTO COMPLETO