Isolamento, cultivo e identificação de bactérias com potencial uso probiótico no cultivo de organismos aquáticos: estudo de caso com bactérias do trato gastrointestinal do linguado Paralichthys orbignyanus (Valenciennes, 1839)

Autor: Fabio Felipe Gabriel Roselet (Currículo Lattes)
Orientador: Dr Paulo Cesar Oliveira Vergne de Abreu
Co-orientador: Dr Luís André Nassr de Sampaio

Resumo

Por definição, organismos probióticos são aqueles que melhoram a saúde do hospedeiro, seja auxiliando na digestão do alimento e na assimilação de nutrientes, estimulando o sistema imunológico, ou atuando no controle de microrganismos patogênicos. No entanto, o uso de probióticos comerciais apresenta riscos para a saúde dos animais cultivados e para o meio ambiente que precisam ser considerados. Bactérias utilizadas em produtos comerciais podem apresentar genes de resistência a antibióticos, que podem ser transferidos para microrganismos patogênicos presentes no ambiente de cultivo. Desta forma, o isolamento de linhagens do próprio hospedeiro seria uma alternativa parar solucionar este problema. O objetivo deste trabalho foi isolar, cultivar e identificar bactérias, com potencial uso probiótico em cultivo de animais aquáticos. Neste estudo as bactérias foram obtidas a partir do trato gastrointestinal do linguado Paralichthys orbignyanus (Valenciennes, 1839) cultivado na Estação Marinha de Aquacultura da Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Diluições de material extraído do trato gastrointestinal foram semeadas em quatro meios de cultivo (TCBS, MRS, MA e NA), incubadas e as colônias foram isoladas e purificadas. Os valores de UFC foram baixos (104 UFC ml-1) devido, provavelmente, ao longo período decorrido entre a coleta dos tratos intestinais e semeadura das bactérias, ou devido ao transporte deste material no gelo. Apesar disso, foram isoladas 94 bactérias, cujas colônias se apresentaram em oito morfotipos diferentes. O DNA genômico de 46 isolados provenientes dos meios TCBS e MRSA foi extraído, amplificado e purificado, sendo seqüenciada a região codificadora do gene 16S rRNA destes microorganismos. As bactérias foram agrupadas e identificadas pela construção de fenogramas. Os resultados mostraram a presença dos gêneros Brachybacterium, Brevibacterium, Photobacterium e Staphylococcus. Dezenove isolados não agruparam com nenhuma linhagem-tipo existente, permitindo supor que se tratem de espécies não descritas. Como perspectivas futuras propõe-se a realização de testes in vitro e in vivo para se verificar a possível atuação das bactérias isoladas como inibidoras de bactérias patogênicas, ou na melhoria da performance zootécnica de P. orbignyanus. Além disso, pretende-se obter microorganismos probióticos isolados a partir de outros organismos aquáticos cultivados.

https://argo.furg.br/?BDTD145

TEXTO COMPLETO