Qualidade física, química e microbiológica do camarão branco Litopenaeus vannamei cultivado em sistema BFT e em sistema convencional

Autor: Rafael Almeida Porciuncula  (Currículo Lattes)
Orientador: Dr Carlos Prentice Hernández
Co-orientador: Dr Wilson Francisco Britto Wasielesky Junior

Resumo

No Brasil, a Carcinocultura está focada no cultivo do camarão branco Litopenaeus vannamei e utiliza principalmente os sistemas convencionais de cultivo em regime semi-intensivos. Visando diminuir a descarga de efluentes ricos em nutrientes, ocasionadas por esses sistemas, estão sendo realizados estudos com o sistema de cultivo com Bioflocos (Biofloc Technology Culture System ou BFT system). Atualmente, na Estação Marinha de Aquacultura do Instituto de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande (EMA-IOFURG), são realizados diferentes estudos para avaliar a eficiência do sistema BFT para criação de camarão. Este trabalho teve como objetivo promover a avaliação e comparação dos parâmetros de qualidade física, química e microbiológica apresentados pelo Litopenaeus vannamei cultivado em sistemas convencionais e em sistema BFT. Os exemplares utilizados eram provenientes de três origens: Granja Barroco, Fazenda Viveiros do Sul (representando o sistema convencional de cultivo) e EMA (representando o sistema BFT). As análises de qualidade dos camarões foram realizadas no Laboratório de Tecnologia dos Alimentos da Escola de Química e Alimentos da Universidade Federal do Rio Grande (LTA – EQA - FURG). Os resultados apresentados indicam que os camarões analisados são produtos de altíssima qualidade para o consumo humano. Na comparação entre os sistemas, o BFT apresentou maior teor de umidade e proteínas e um menor teor de lipídeos. Com esses resultados é possível concluir que os camarões cultivados em sistema BFT apresentam um teor reduzido de lipídeos quando comparados aos organismos provenientes de cultivos convencionais.

TEXTO COMPLETO