Avaliação do crescimento e potencial biorremediador de Arthrospira sp. (Sitzenberger ex Gomont, 1892) no tratamento de efluentes deprodução intensiva de camarões marinhos

Autor: Mariana Holanda Paes Barboza (Currículo Lattes)
Orientador: Dr Luis Henrique da Silva Poersch
Co-orientador: Dr Paulo Cesar Oliveira Vergne de Abreu

Resumo

Com o incremento da aquicultura, os impactos negativos sobre o meio ambiente tendem a se intensificar. O maior problema ambiental da aquicultura está relacionado aos efluentes com grande potencial de poluição das águas naturais. Uma das metas da aquicultura deve ser produzir mais produtos sem aumentar significativamente o uso de recursos de água e de solo. O sistema de aquicultura com bioflocos (Biofloc Technology - BTF) atende a essa expectativa, porém ainda existe liberação de efluentes com altas concentrações de nutrientes e matéria orgânica, especialmente durante a despesca. Diversos estudos demonstram a eficiência da utilização de microalgas na remoção de nutrientes de efluentes de cultivo, porém, para uma microalga atender aos requisitos para ser utilizada em sistemas de tratamento de efluentes, precisa apresentar algumas características como possuir células facilmente removíveis por simples filtração, fácil realização do cultivo massivo, tolerância a uma ampla faixa de salinidade e geração de subproduto de valor agregado. A cianobactéria Arthrospira sp. é uma espécie promissora para o tratamento de efluentes da carcinocultura marinha. Com isso, o presente trabalho tem como objetivos avaliar a eficiência de um meio de cultivo de baixo custo, composto de Fertilizantes agrícolas e bicarbonato de sódio, para produção em larga escala de Arthrospira sp., além de avaliar os custos para produção desse novo meio de cultivo, bem como testar a viabilidade do tratamento de efluentes de produção de camarões marinhos em meio com bioflocos (Sistema BFT), usando esta microalga. Quatro experimentos foram realizados e apresentados aqui em dois capítulos desta Dissertação. No primeiro capítulo a cianobactéria foi cultivada em meio f/2 e meio Fertilizante, onde apresentou um maior rendimento celular neste último meio de cultivo. Um segundo experimento visou incrementar o meio Fertilizante testando a adição de diferentes concentrações de bicarbonato de sódio. O tratamento onde foi acrescentado 15 gL-1 de bicarbonato de sódio apresentou crescimento celular semelhante ao meio Zarrouk padrão para cultivo de Arthrospira sp. No segundo capítulo, dois experimentos foram realizados. Um experimento objetivou avaliar qual a concentração de efluente do sistema BFT seria melhor para o crescimento de Arthrospira sp. A cianobactéria apresentou maior crescimento celular em 100% do efluente do sistema BFT decantado, quando comparado com o crescimento em meio Fertilizante (Controle). vii Um segundo experimento teve como objetivo determinar a possibilidade do crescimento da cianobactéria no efluente do sistema BFT sem nenhum tratamento prévio, bem como mensurar a absorção dos nutrientes desse efluente por parte da microalga. O crescimento celular foi igual nos dois tratamentos EFLU (efluente sem tratamento prévio) e EFLU DEC (efluente decantado), e houve uma importante remediação do fosfato no efluente, constatando assim que é possível o cultivo de Arthrospira sp. no efluente de cultivo de camarões marinhos em sistema BFT, bem como a remoção de grande parte do fosfato desse sistema.

TEXTO COMPLETO