Uso da farinha de peixe análoga como fonte alternativa à farinha de peixe no cultivo super intensivo do camarão branco Litopenaeus vannamei em sistema de bioflocos

Autor: André Freitas da Silva (Currículo Lattes)
Orientador: Dr Wilson Francisco Britto Wasielesky Junior
Co-orientador: Dr Dariano Krummenauer

Resumo

O cultivo de camarões em sistema de bioflocos surgiu como alternativa sustentável aos cultivos convencionais. Esse sistema propicia altas densidades de estocagem e manutenção da boa qualidade da água. Muitos esforços têm sido empregados em pesquisas sobre a substituição da farinha de peixe em cultivo de camarões. A farinha de peixe e o óleo de peixe são as principais fontes de proteína e lipídios utilizados em dietas de organismos aquáticos, entretanto, as indústrias de ração têm tido problemas em encontrar esses ingredientes em função das constantes reduções na oferta, além do aumento de preços, o que vem estimulando a pesquisa por fontes alternativas para a substituição desses ingredientes. A farinha de peixe análoga, obtida do subproduto de animais terrestres, surge com grande potencial para substituir a farinha de peixe. No entanto, os efeitos da utilização da farinha de peixe análoga em dietas para o camarão Litopenaeus vannamei ainda são pouco conhecidos, sobretudo em cultivo super intensivo em sistema de bioflocos em escala comercial. Nesse sentido, o presente estudo teve o objetivo de avaliar o efeito da substituição da farinha de peixe por farinha de peixe análoga em rações para L. vannamei cultivado em sistema super intensivo com bioflocos em escala comercial. Para tanto, realizou-se um experimento com três tratamentos (0, 50 e 100% de substituição da farinha de peixe por farinha de peixe análoga) com três repetições cada, com duração de 70 dias. Os juvenis de L. vannamei (2,6 g) foram estocados (400 camarões.m-2) em 9 tanques de 35 m2. Os parâmetros físico-químicos da água foram monitorados durante todo o experimento. Os resultados mostraram que a substituição da farinha de peixe por farinha de peixe análoga não afetou negativamente o desempenho zootécnico do L. vannamei e que todos os parâmetros físico-químicos da água mantiveram-se dentro dos limites tolerados para a espécie, mesmo quando a farinha de peixe foi 100% substituída pela farinha de peixe análoga.

TEXTO COMPLETO